Confira dicas para economizar energia elétrica no verão

Desde o início do mês, as contas de luz ficaram mais caras, por conta da retomada das bandeiras tarifárias. Entretanto, alguns hábitos ainda podem gerar economia

Por Jornal O Dia   15 de Dezembro de 2020 às 14:28

  • Link facebook
  • Link linkedin
  • Link pinterest
  • Link twitter
  • Link whatsapp
  • Rio - Com o verão batendo à porta, vem a preocupação sobre o possível aumento na conta de luz. Vale lembrar que, desde o dia 1º deste mês, as contas de luz ficaram mais caras, porque a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) voltou a cobrar as bandeiras tarifárias. A agência estabeleceu a bandeira vermelha patamar dois, com o custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Para combater o calorão e não pesar tanto no bolso, confira dicas de como economizar.   

    Rodrigo Travi, CEO da Ledax, empresa que oferece soluções em eficiência energética por meio de iluminação LED, geração de energia fotovoltaica, reforça que é importante que os equipamentos estejam limpos, com a manutenção em dia e ajustados adequadamente para esta época do ano. 

    “Se por um lado o consumo de ar-condicionado aumenta, podemos reduzir o consumo do chuveiro, colocando na posição ‘verão’. Manter os ambientes que climatizados fechados, utilizar aparelhos de alta eficiência e adequados a aplicação e aos tamanhos dos ambientes também ajudam na economia”, recomenda Travi. 

    Mas afinal, é possível economizar mesmo ligando o ar-condicionado diariamente? O especialista esclarece que primeiro será preciso utilizar modelos mais novos e com melhor rendimento. “Para isso é importante que o consumidor dê preferência a modelos com selo Procel e categoria A na análise de eficiência. Uma vez já adquirido, hábitos como manter o aparelho sempre na mesma temperatura (a indicação é de 23ºC), manter portas e janelas fechadas nos ambientes a serem refrigerados e manter o aparelho limpo, com uma manutenção regular do filtro, são bons meios de se conseguir um menor consumo de energia elétrica”, ensina. 

    Iluminação 

    O CEO aponta que a principal dica é utilizar iluminação em LED. "Além de serem sustentáveis por não conter elementos contaminantes, também tem um baixo consumo de energia elétrica, longa vida útil e baixa emissão de calor, o que também ajuda na economia com o ar condicionado". 

    "Para ambientes como escritório e lojas, onde as pessoas ficam expostas por muitas horas a iluminação artificial, outro ponto positivo do uso do LED é que estes não emitem radiação ultravioleta e a luz gerada é mais uniforme e contínua, o que ajuda a evitar dor de cabeça e cansaço visual", explica Travi. 

    É necessário ter a consciência sobre os seus hábitos, já que eles podem aumentar o valor da conta de luz. Por exemplo, evite deixar a luz ligada em ambientes que não estiverem sendo usados. "Utilizar modelos e potências adequadas para cada tipo de uso, manter as luminárias limpas e a instalação de sensores de presença poderão ter um efeito significativo na redução do consumo de energia elétrica", orienta. 

    Reprodução da matéria publicada pelo jornal O Dia, dia 15/12. 

    Está gostando do nosso artigo?
    Então, assine nossa newsletter para ficar por dentro de todas as novidades da área de geração de energia solar,
    soluções em iluminação em LED e gerenciamento de consumo.
    *Não se preocupe. Seus dados estarão seguros conosco!

    Outros Artigos