O fator de potência é um dos indicadores de energia e a sua definição oferece um esclarecimento melhor sobre como o consumo de energia acontece, principalmente no ambiente industrial.

Mas, antes de entender o que de fato é o fator de potência, é preciso explorar outros pontos sobre este assunto, compreendendo definições paralelas sobre este tipo de consumo energético.

O que é preciso para compreender o conceito de fator de potência?

Para entender como acontece o regime de consumo energético, principalmente dentro do meio industrial, é preciso reconhecer o conceito de fator de potência.

Porém, atrelado ao seu significado, estão outros conceitos que também devem ser compreendidos e explorados, como:

  • Potência ativa

Esta, é o tipo de potência aplicada aos equipamentos de trabalho. Ela é utilizada para desenvolver a conversão de uma energia elétrica para térmica, mecânica ou em outros tipos.

  • Potência aparente

É o nome dado à potência medida de forma instantânea, com os valores de tensão multiplicados pelo valor de corrente.

  • Potência reativa

É o tipo de potência utilizada para medir o nível energético em campos eletromagnéticos presentes em estruturas de cargas indutivas como, por exemplo, os motores de indução.

Quando estas potências energéticas são unidas e ativadas por uma alimentação de corrente, é desenvolvido um tipo de fenômeno de defasagem, que caminham entre a corrente e as ondas de tensão.

E, este processo de defasagem recebe o nome de Fator de Potência, sendo este o principal indicativo de consumo energético.

Para entender melhor o que é Fator de Potência

O fator de potência é um conceito utilizado para determinar o consumo energético, principalmente dentro do meio industrial e, por isto, a sua definição pode aparecer de forma um pouco confusa.

Mas, para exemplificar melhor como ocorre o fator de potência, é possível usar como exemplo um belo copo de cerveja contendo alguns centímetros de colarinho.

A potência aparente, neste caso, se refere à altura total do copo de cerveja, podendo ser medida através dos medidores convencionais.

Já a potência reativa pode ser simbolizada pela espuma presente no colarinho, se fazendo presente no copo, mas, ainda assim, sem o papel principal de matar a sede.

A potência ativa, por sua vez, é referente ao restante do liquido presente no copo, sendo o fator mais importante, já que é a principal responsável por matar a sede.

Essa ilustração básica é uma forma simples de explicar a lógica desse conceito, resumindo que o fator de potência serve justamente para entender o nível de energia recebido, versus o que realmente é aproveitável, como no caso do chopp.

Como o fator de potência pode ser encontrado e definido dentro do consumo energético?

De acordo com a Legislação Brasileira, responsável por determinar o consumo de energia, o fator de potência mínimo que pode aparecer em contas de energia deve ser correspondente a 0,92 KW.

Ou seja, quando o fator de potência aparece inferior a este número, pode ser cobrada uma multa, porque significa que há divergências entre a cobrança e o gasto de energia.

Por isto, para que o baixo fator de potência seja compensado dentro do ambiente industrial, é preciso contar com elementos especiais dentro da instalação, na parte de entrada de energia.

Esta é a saída mais viável para desenvolver um efeito reverso na carga indutiva, ajustando o consumo dentro da indústria e permitindo que o baixo fator de potência seja compensado.

Conheça a LEDAX e entenda mais sobre formas inteligente de consumo de energia

Para isso, nós, da Ledax, estamos aqui para ajudar você e sua empresa a administrar seu fator de potência dentro do setor industrial. Conte conosco e nossos equipamentos de última geração, que oferecem um consumo inteligente, dentro dos padrões exigidos pelos órgãos de fiscalização.

 

Gostou do conteúdo de hoje? Então continue de olho em nosso blog e compartilhe em suas redes sociais.